EXERCÍCIOS DE KEGEL E POMPOARISMO
A MELHOR FORMA DE FORTALECIMENTO VAGINAL



 

O QUE SÃO E PARA QUE SERVEM?

O pompoarismo surgiu há mais de mil anos, na Índia.
No entanto, só em 1949 é que esta prática ficou conhecida no meio científico, quando o ginecologista Arnold Kegel desenvolveu uma série de exercícios - hoje conhecidos como exercícios de kegel - para tratar as suas pacientes que sofriam de incontinência urinária.

As mulheres que praticavam estes exercícios, começaram a notar que estavam a ter imensas melhorias no desempenho sexual. Assim, verificou-se que qualquer mulher podia praticar estes exercícios e não só as que apresentavam problemas de incontinência.
 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE OS EXERCÍCIOS DE KEGEL E O POMPOARISMO?

Ambos baseiam-se no mesmo exercício de contração e relaxamento da musculatura do assoalho pélvico, que é a responsável por suportar os sistemas digestivo, urinário e reprodutivo e também responsável pelo controlo da continência urinária e anal.
No entanto, a principal diferença entre estes é que existe a fisioterapia pélvica e existem os exercícios de pompoarismo.
 

 


Geralmente, os exercícios de kegel são feitos através da fisioterapia, quando existe uma patologia ou fraqueza excessiva:

· vaginismo intenso
· incontinência urinária intensa
· incontinência fecal
· dispareunia
 
Neste caso, a mulher deve procurar um profissional especializado (ginecologista ou fisioterapeuta pélvico) para receber tratamento. Aqui, além dos exercícios de kegel, a mulher receberá também tratamentos por biofeedback, eletroestimulação, entre outros.

Já os exercícios de pompoarismo, são realizados de forma normal, em casa, quando temos uma boa saúde íntima ou até mesmo um leve vaginismo, ou leve incontinência urinária.

Esta ginástica íntima é fundamental para a conscientização corporal e ajuda a mulher a entender melhor o seu corpo e quais são os seus limites.

Além disso, a prática desta ginástica tem imeeeensos benefícios, tanto a nível de bem-estar, como sexual.

Poderá, neste momento, estar a ficar curiosa e perguntar-se a si própria qual será a necessidade de exercitar todos estes músculos. Para melhor entendimento, fizemos uma lista de todos os benefícios para a saúde da mulher:
 

BENEFÍCIOS DA GINÁSTICA ÍNTIMA

PARA TODAS AS MULHERES

· Melhora o rendimento sexual, a sensibilidade, a excitação e o prazer tanto feminino como masculino;
· Ajuda a retardar a ejaculação do parceiro;
· Melhora o funcionamento dos intestinos;
· Aumenta a lubrificação e a líbido (desejo sexual);
· Facilita a obtenção de orgasmos, através da penetração, e aumenta a sua intensidade;
· Tonifica os músculos, desenvolve o controlo neuromuscular, melhora a circulação e o estado geral da vagina e zona rectal;
· Previne, reduz e trata a incontinência urinária;

· Previne o aparecimento de hemorróidas;
· Reduz as cólicas menstruais e a duração do período menstrual;
· Reduz e ajuda a controlar os dolorosos espasmos relacionados com o vaginismo* e a dispareunia**.

 

 

PARA MULHERES QUE DESEJAM SER MÃES

· Protege a vagina, pois ensina a relaxar e a controlar os músculos durante o parto;
· Cria as condições necessárias para uma rápida recuperação pós-parto.

PARA AS RECÉM MAMÃS

· Acelera e melhora a recuperação e cicatrização da vagina após o parto;
· Ajuda a recuperar a força dos músculos da cavidade pélvica após o parto.

 

PARA AS MULHERES NA MENOPAUSA

· Prepara o corpo para uma suportável menopausa;
· Alivia a cistite intersticial*** e as dores vaginais.

 

PARA AS MULHERES COM MAIS IDADE

· Melhora a elasticidade e a espessura das paredes vaginais;
· Aumenta a lubrificação natural;
· Previne e trata o prolapso dos órgãos pélvicos.

 

COMO SE FAZEM OS EXERCÍCIOS DE KEGEL?


QUEM DEVE PRATICAR ESTA GINÁSTICA?
TODAS AS MULHERES.
 
Muitas vezes, ouvimos respostas como: "mas eu ainda não fui mãe, não preciso" - não é necessário passar por uma gravidez para ficar com a musculatura flácida.

Como qualquer outro músculo, se não for exercitado, fica flácido.
A maioria das mulheres, após os 35 anos de idade, sejam mães ou não, começam a sofrer uma ligeira incontinência.

- O que é? Quando ri, tosse, dá um pulo, faz exercício e sente aquela perda de urina.

Para não falar das milhares de mulheres que nunca souberam o que era um orgasmo através da penetração.
 
"O meu parto foi de cesareana. Preciso de fazer os exercícios?"
Sim. O parto em nada afeta a flacidez da musculatura. A vagina está preparada para dilatar até 200% do seu tamanho e voltar ao "normal" em poucas horas. No entanto, ao carregar o bebé durante 9 meses sob uma musculatura que não é trabalhada, a mesma começará a ficar flácida.
 
1 em cada 3 mulheres sofre de um assoalho pélvico fraco.
 
 

IDENTIFICAR A MUSCULATURA

 
Estima-se que um terço das mulheres têm dificuldade em localizar o grupo de músculos a serem exercitados, o que limita, obviamente, os resultados.
 
Existem algumas formas de o identificar:
 
1 - Sentada na cama, com as pernas fletidas (como se tivesse na cadeira do consultório ginecológico) com um espelho em frente à vulva e contrai a musculatura. Deverá ver toda essa zona mexer.

2 - No banho, em pé, coloque dois dedos dentro da vagina e contraia.

3 - Quando estiver a urinar, interrompa a saída da urina. Esta contração serve apenas para verificar se consegue localizar o grupo de músculos. Não o faça de forma repetitiva enquanto urina, pois pode ser prejudicial, podendo contrair infeções urinarias.

4 - Sentada numa cadeira, com as costas direitas, sente-se em cima da mão, de forma a que a palma da sua mão encaixe na zona da vulva/entrada da vagina e contraia. Deverá sentir essa zona a contrair.
Não importa o nível de intensidade com que sente a contração. O importante é senti-la para saber que conseguiu localizar o grupo de músculos a trabalhar. A força e intensidade de contração aumentam depois com o treino.
 

RESPIRAÇÃO

A respiração é das partes mais importantes de qualquer exercício.
Neste caso, é importante inspirar pelo nariz a cada contração e expirar pela boca a cada relaxamento.
 
 

EXERCÍCIOS

 
Após identificada a musculatura, passamos para os exercícios. Estes podem ser feitos em qualquer momento do seu dia: seja enquanto faz o jantar, conduz, toma banho, enquanto lê um livro ou vê um filme. O ideal será efetuar estes exercícios, durante 10 minutos, todos os dias.
Como fazer? Muito simples. Contrair e relaxar os músculos, 5 séries de 30 contrações, com 1 minutos de intervalo entre elas. Treino sem acessórios.
 

 

ACESSÓRIOS PARA OS EXERCÍCIOS

 
Tal como qualquer outro exercício, ao adicionarmos acessórios ganhamos mais força e os exercícios tornam-se muito mais intensos. No pompoarismo é exatamente a mesma coisa.
 
 

BOLAS CHINESAS OU BEN-WA

Compostas por duas bolas unidas por um fio, estas bolas são um verdadeiro milagre para treinar movimentos que podem ser feitos durante o ato sexual para levá-lo à loucura!
Deitada de barriga para cima, com as pernas dobradas num ângulo de 90º, introduzindo uma bola na vagina e tentar "sugar" a outra, usando apenas a força dos músculos vaginais. De seguida, tentar "expulsá-las".
 

CONES VAGINAIS

Os cones têm diferentes pesos e servem exatamente para ganhar força.
Começando sempre pelo mais leve, em pé e contrair para mantê-lo dentro da vagina. Sempre que sentir que já segura bem esse peso sem muito esforço, está na hora de trocar pelo seguinte, mais pesado.
 

KEGEL COACHES

Bolas com App para o smartphone que nos facilitam imeeeeenso a vida. Além de terem diferentes programas de treino, estas bolas dão-nos um relatório completo da força e resistência que a nossa musculatura tem, após cada treino.
 
SUGESTÃO: Use os cones para ganhar força e, de seguida, os coaches para verificar o quão forte estão a ficar os seus músculos pélvicos.
 
Com os acessórios, o ideal será executar os exercícios como descrito, durante 10 minutos por dia, todos dias.
 
 

PERGUNTAS FREQUENTES

 
Grávidas podem?
Até ao terceiro mês, não. Depois sim, mas sem qualquer acessório e sempre com o acompanhamento do obstetra.
 
Tirei o útero, posso?
Pode e deve. Com a falta do útero a mulher perde muito a sua lubrificação natural e os exercícios ajudam a recuperar.
 
Tenho hemorróidas, posso?
Ao praticar a ginástica íntima estamos a aumentar o fluxo sanguíneo na área o que ajuda a melhorar as hemorróidas e a evitar que quem já teve, volte a ter.
 
Menstruada, posso?
Sim, pode. Sem acessórios.
 

Se estiver em tratamento de alguma infeção ginecológica, tal como infeção urinária ou candidíase, não pode.
 
 

ERROS FREQUENTES

 
- Colocar as bolas e andar com elas sem fazer o exercício;
- Não ter frequência no treino;
- Achar que só traz benefícios sexuais;
- Achar que o pompoarismo só trás benefícios para o homem;
- Achar que só mulheres comprometidas é que podem fazer.
 
 
 
* Contracção involuntária dos músculos da porção inferior da vagina que impede a introdução do pénis.
 
**Dor vaginal persistente ou recorrente durante o acto sexual.
 
***Condição que resulta em desconforto recorrente ou dor na bexiga e regiões ao redor da pélvis .



CUPIDOSSHOP.COM